A HORA DA DESPEDIDA. Comoção e dor no sepultamento de Nelma Figueiredo

0
77

Sob clima de muita comoção foi enterrado na manhã deste sábado (31), no cemitério Parque das Acácias, no bairro de José Américo, Zona Sul de João Pessoa,  o corpo da jornalista Nelma Figueiredo (53), Nelma faleceu na tarde dessa sexta-feira (30), no Hospital da Unimed, quando tratava um câncer no pulmão. A morte foi confirmada por amigos e familiares.

A jornalista tinha mais de 30 anos de profissão com passagens pelas TVs O Norte, Cabo Branco, Correio da Paraíba e Tambaú, além da Assessoria de Comunicação do Detran. A sua experiência profissional mais recente foi no comando do CBN Cotidiano, em João Pessoa.

De acordo com amigos de Nelma, ela descobriu o câncer em julho de 2016, mas optou por não tornar isso público, e desde então ela estava lutando contra a doença. Ela deixa dois filhos e uma neta.

Em nota, o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, lamentou a morte de Nelma. “Perdemos um dos grandes nomes do jornalismo paraibano nesta Sexta-feira Santa. Nelma Figueiredo foi uma profissional brilhante, que se destacou pela ética e responsabilidade com o bom jornalismo”, disse.

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues também divulgou nota afirmando que, embora tenha mantido essencialmente sua atuação profissional em João Pessoa, Nelma Figueiredo foi sempre muito respeitada e querida em todo a Paraíba e deixa uma lacuna na mídia paraibana.

O senador Cássio Cunha Lima também distribuiu nota lamentando a morte da jornalista.

“Nelma sempre foi respeitada mas acima de tudo admirada”, assim se expressou o senador Cássio Cunha Lima ao lamentar o falecimento da jornalista Nelma Figueiredo, ocorrido nesta sexta-feira, em João Pessoa.

Segundo Cássio, Nelma sempre se destacou em todos os veículos que atuou e com sua doce firmeza, era comum obter nas suas entrevistas declarações muito mais importantes.

“A política da Paraíba passou em diversos momentos pela jornalista Nelma Figueiredo, seja na TV ou no Rádio e, não posso deixar de reconhecer a forma sempre altiva com a qual ela exercia a sua atividade”, disse.

O presidente da Câmara de vereador de João Pessoa, Marcos Vinicius, em nome da Mesa Diretora distribuiu nota lamentando a morte da jornalista Nelma.

Vereadores e servidores da Câmara Municipal de João Pessoa foram surpreendidos no início da tarde desta sexta-feira (30) com a morte repentina da jornalista e radialista Nelma Figueiredo, âncora da rádio CBN João Pessoa.

Jornalista atuante e reconhecida em João Pessoa, assim como em todo Estado por sua atuação tanto na televisão, quanto no rádio, Nelma pautou sua brilhante carreira com muita ética e comprometimento com o verdade, praticando um jornalismo íntegro e ofertando ao seu público, um noticiário imparcial e fiel aos fatos.

Dessa forma, a Paraíba perde uma grande profissional, que deixa, como legado, uma carreira exemplar a ser seguida por várias gerações.

Neste momento de luto e de dor, a Câmara Municipal de João Pessoa se solidariza com familiares e amigos de Nelma Figueiredo, bem como com seus milhares de ouvintes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here