‘Não sou bom, mas os outros são muito ruins’, diz Bolsonaro

0
17

O pré-candidato a presidente, deputado federal Jair Bolsonaro, fez um apanhado de suas propostas para o Brasil ao se filiar nesta quarta-feira ao PSL. Se reafirmando como nome da extrema direita e defensor da família, ele defendeu o armamento da população a violência para combater os “marginais” e a criminalização do movimento dos sem-terra. Também disse ser a favor das privatizações,  criticou os homossexuais e a lei do feminicídio e citou o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como exemplo.

Bolsonaro iniciou o discurso fazendo uma brincadeira com o seu nome do meio. Com a palavra depois de uma oração puxada pelo deputado Magno Malta, o presidenciável disse ser o “Messias”, levando a plateia formada em grande parte por militares ao delírio.

Ao falar para seus apoiadores, o pré-candidato a presidente reconheceu, mais uma vez, não saber nada de economia e afirmou: “Tenho a humildade de dizer: não sou bom não, mas os outros são muito ruins.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here