UFCG emite nota em repúdio a foto obscena de graduandos de Direito

0
80

Polêmica. Estudantes de uma turma de Direito da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), do campus de Sousa, protagonizaram um ato que não foi bem visto nem pela instituição de ensino e nem pela Ordem dos Advogados da Brasil na Paraíba (OAB-PB). Os alunos posaram para foto da formatura com gestos que supostamente represtavam uma vagina.

O ato foi repreendido pelo presidente da OAB-PB, Paulo Maia, que usou seu perfil numa rede social para criticar o ato. “Não podemos assistir pacificamente a um ato de sexualização da imagem feminina que afronta as mulheres de um modo geral e não só as advogadas com gestos obscenos relacionados à anatomia do seu sistema reprodutor, como se observa na foto postada”, publicou Maia. Maia classificou o gesto como “misoginia”.

Nesta segunda-feira foi a vez da UFCG emitir nota repudiando a atitude dos alunos. “A UFCG repudia qualquer tipo de comportamento ofensivo à ética e aos valores morais ensinados nesta respeitável Instituição de Ensino e defendidos, cotidianamente, por todos aqueles que a integram; bem como sustentados por toda a área jurídica, em qualquer plano de atuação”, informou.

Confira nota da Universidade na íntegra:

A Direção do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais/Universidade Federal de Campina Grande/Campus Sousa, diante do lamentável episódio de exposição em rede social de uma foto indevidamente feita e publicada por alunos do curso de Direito deste Centro, vem, de público e expressamente, registrar que repudia qualquer tipo de comportamento ofensivo à ética e aos valores morais ensinados nesta respeitável Instituição de Ensino e defendidos cotidianamente por todos aqueles que a integram, bem como sustentados por toda a área jurídica, em qualquer plano de atuação. Por esse motivo, esclarece que o fato será devidamente apurado, adotando-se, oportunamente, para aqueles que realizaram os atos reprováveis, as medidas administrativas que se aplicam ao caso, conforme preceituam as normas constitucionais e institucionais.

Sousa-PB, 16 de abril de 2018.
Jônica Marques Coura Aragão
Diretora do CCJS/UFCG

Após a repercussão, os alunos também divulgaram um texto de retratação. Confira o texto na íntegra:

“Os Alunos do curso de Direito da UFCG que realizaram gesto tido por inapropriado em fotografia, vem por meio da presente nota, esclarecer que o referido gesto tratou- se de uma brincadeira em alusão a gesto difundido no meio do futebol e praticados outrora pelos jogadores Ronaldinho Gaucho e Neymar.

É de extrema importância, neste momento de tamanha repercussão negativa, informar que em nenhum momento, nós, alunos e futuros profissionais do Direito, tivemos a intenção de ofender ou diminuir quem quer que seja, tampouco de difundir ou incentivar qualquer conduta ilícita ou misógina.

Repudiamos toda e qualquer forma de violência!

De fato, após diversas críticas, percebemos que fomos de certo modo ingênuos ao não perceber que tal imagem poderia trazer uma conotação negativa da imagem da mulher. Concordamos com muitas críticas e concluímos que nosso ato foi inapropriado e reprovável. Muitas críticas foram justas e nos ajudaram a reconhecer nosso erro, excluindo a publicação e pedindo desculpas públicas em nossas redes sociais.

Entretanto, gostaríamos de frisar que estamos sendo alvos de críticas ou imputações que fogem da realidade na qual vivemos e praticamos, bem como da nossa personalidade.
Quem nos conhece sabe do nosso compromisso e respeito para com o próximo, em especial a mulher, com nossa Instituição UFCG, com a OAB e com a sociedade de modo geral.

Como estudantes, cidadãos ou futuros profissionais do Direito somos mais do que tudo seres humanos, suscetíveis a erros.

Portanto, reiteramos nosso pedido de desculpas e aproveitamos o ensejo para pedir a compreensão de todos neste momento tão delicado”.

 

Com PB Agora

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here