Segundo pragas bíblicas e teorias da conspiração, o fim do mundo está se aproximando. Um livro chamado Planeta X – A Chegada de 2017, em tradução livre, fez previsões de que tudo chegaria ao fim em outubro de 2017, mas crenças religiosas preveem que o eclipse do dia 21 de agosto representa um momento obscuro para o planeta Terra. Porém, até então, as datas de todas as previsões passaram e o temido apocalipse não aconteceu. Em 2017, uma dessas previsões já errou a data do fim do mundo, mas outras duas garantem que não há mais como escapar.

O dia 16 de fevereiro de 2017 foi narrado como sendo o dia do apocalipse por causa da acusação de um astrônomo russo. Ele garantiu que um objeto estava a ponto de atingir a Terra e que a Agência Espacial Americana sabia disso, mas estava mentindo para todos sobre o futuro do planeta. Dyomin Damir Zakharovich acreditou que as pessoas estavam correndo perigo, que o objeto causaria uma tsunami ou destruiria cidades.

No dia 21 de agosto haverá um eclipse total sobre os Estados Unidos. Em seu auge, o dia ficará completamente escuro por cerca de dois minutos. É a primeira vez em 99 anos que um eclipse afeta o país de uma costa à outra e as passagens do Livro da Revelação foram usadas como argumento para sustentar a teoria de que esse eclipse representaria o fim do mundo. A obra, também conhecida como Apocalipse, é parte do novo testamento Cristão e é o único documento deste testamento que fala sobre o fim do mundo. Eclipses estão entre as coisas que sinalizam, para essa religião, que algo ruim está por vir.

Outra teoria garante que o apocalipse acontecerá em outubro, graças ao lendário planeta Nibiru. O livro de David Meade descreveu que um outro planeta viria em direção à Terra em outubro de 2017 e, eventualmente, colidiria. A obra de Meade usa argumentos fortemente religiosos para explicar porque o fim do mundo aconteceria dessa forma.

A Nasa negou que Nibiru viria em 2012: “Se Nibiru ou Planeta X estivessem vindo em direção a Terra em 2012, astrônomos conseguiriam rastrear isso uma década antes e agora já estaria visível à olho nu. Obviamente, não existe”, declarou, de acordo com o portal de notícias britânico Independent. A ideia começou a circular em 1995, quando a norte-americana Nancy Lieder, criadora do site ZetaTalk, disse que recebia mensagens de extraterrestres a partir de um implante no cérebro. Segundo Nancy, Nibiru iria destruir o mundo em 2003, mas essa data então foi adiada para 2012, chamada de “Fenômeno 2012”.

O planeta não surgiu na época e nenhuma das outras vezes em que foi “previsto”, mas as pessoas continuaram escrevendo sobre esse possível acontecimento e Nancy Lieder se recusou a informar qual seria “a data correta” do fim do mundo. Agora, os rumores estão mais fortes porque a chegada de Nibiru teria, teoricamente, sido prevista na bíblia, junto a outras 10 pragas que viriam acompanhadas do planeta.

 

Com Diário de Pernambuco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here