A maioria dos brasileiros (53%) pretendem gastar menos neste mês de agosto, de acordo com o Indicador de Propensão ao Consumo apurado pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas). Entre as justificativas para o corte de despesas, 19% destacaram os altos preços, 18% reduzirão as despesas por estarem desempregados, 14% por conta do endividamento e da situação financeira difícil e 9% a redução da renda.

Excluindo as compras no supermercado, os produtos que os consumidores planejam adquirir ao longo do mês de agosto são remédios (24%), roupas, calçados e acessórios (19%), recarga para celular pré-pago (19%) e perfumes e cosméticos (14%).

O levantamento indica que apenas 17% dos consumidores brasileiros estão com as contas no azul, ou seja, com dinheiro suficiente para consumir ou fazer investimentos. A maior parte (38%) admite estar no zero a zero, sem sobra e nem falta de dinheiro, enquanto 38% estão no vermelho.

Entre os brasileiros que se utilizaram do cartão de crédito (36%) em junho, a minoria (23%) diminuiu o valor da fatura. Para 30% a conta ficou estável em relação ao mês anterior, enquanto 42% observaram aumento no valor utilizado. O valor médio foi de R$ 977.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here